O burburinho da semana é o lançamento do novo recurso do Instagram: o Instagram Stories. O que está dando o que falar é a semelhança com o seu principal concorrente: o Snapchat.
E, como eu já destaquei na publicação Instagram sai do quadrado, a briga entre Facebook e Snapchat não é nova. Há alguns anos, Zuckerberg teria oferecido 3 bilhões de dólares em uma tentativa de aquisição, que foi recusada pelos fundadores do aplicativo.

 

Conheça o recurso

A nova funcionalidade consiste em postagens em vídeo que desaparecem após 24 horas. Esta foi a maior atualização do app desde que ele passou a aceitar vídeos. O objetivo da mudança é incentivar os usuários a compartilharem mais fotos e vídeos, passando mais tempo no aplicativos e menos nos concorrentes.

Diferentemente das demais publicações no Instagram, não é possível deixar comentários nas postagens do Instagram Stories, nem clicar no botão “like” (curtir) da imagem. No entanto, é possível enviar uma mensagem privada para o seu criador.
O novo formato de vídeo ficou afixado no topo do app, em uma espécie de rolagem, como ilustrado na imagem abaixo:
0032

 

Assim como no Snapchat, as atualizações serão exibidas para outros usuários em ordem cronológica. A reprodução também acontece de forma semelhante: é automática – assim que você terminar o histórico de um amigo, as imagens publicadas pela próxima pessoa ou marca são rodadas em seguida.

O famoso algoritmo da plataforma, que exibe os conteúdos com os quais você mais interage, também prevalece para o Instagram Stories.
Também existirão ferramentas para acrescentar desenhos, textos e emojis aos registros.

Conversei com vários amigos sobre a receptividade desse lançamento e todos, sem exceção, avaliaram como positiva a ferramenta do Instagram Stories. Destaco a opinião de duas amigas que são “heavy users” das duas plataformas.

Ingrhid Madoz ressalta que o Instagram conseguiu integrar bem a ideia do Snapchat, apesar da ausência de filtros. “A adesão pode ser maior. O Instagram é popular e tem grandes chances de tornar o uso do Snapchat obsoleto”, afirma.

Já a Roberta Ble relata sua satisfação com as mudanças do Instagram. “No snap é muito complicado para achar pessoas. Se você não tiver o número da pessoa cadastrado na agenda do telefônica, dificilmente você consegue encontrá-la. O Instagram facilita encontrar os seus contatos. Achei muito melhor, mais fácil e vou usar muito mais”, enfatiza.

 

Snap x Insta?

O CEO do Instagram, Kevin Systrom, admitiu que o Instagram Stories teve sim inspirações no Snapchat. Ele destaca que a questão não é ter copiado a plataforma. Eles apenas colocaram um formato já existente para funcionar dentro da plataforma. Várias redes possuem um conjunto de elementos que são incorporados em outras redes: “O Twitter usa hashtags e usuários, o Facebook Feed de Notícias e o Instragram Filtros”, ressalta.

Depois da porrada que o Snapchat levou, há muita gente com achismos de que a plataforma pode morrer. Creio que ele deve tomar uma mudança drástica nos próximos dias e a resposta deve vir com novos recursos na plataforma.

Fazendo uma volta ao passado, as celebridades foram as que impulsionaram o Snapchat, o popularizando de forma bem ampla. Isso porque “o famoso” encontrava no ‘snap” um espaço para falar do seu dia a dia de forma mais próxima, íntima. Mas, vimos com o surgimento do Instagram Stories, que não era por ser o Snap, e sim pelos recursos que oferecia, pois muitas celebridades já estão usando o Stories.

Tentei fazer um comparativo em tabela, indicando o potencial e funcionalidades entre Snapchat e Instagram:

tabela-comparativa

Minha humilde opinião

 

Há algum tempo, o nosso amigo “Marquinhos”, #SQN :-P, vem anunciando o investimento em vídeos. O lançamento do Instagram Stories segue essa mesma linha. É uma das etapas para colocarem o vídeo no centro dos seus serviços.

 

Capturar

 

O segredo do sucesso é “combinatividade”. Nenhuma outra empresa está se atualizando na velocidade do Facebook. Em Janeiro, o Snapchat bateu 7 bilhões de vídeos por dia, já o Facebook teve 8 bilhões, ou seja, duas gigantes.
A receita foi dada: vídeo é o futuro, e eu ousaria dizer, um presente até, para os que se destacam neste mundo das redes sociais.
E nós, profissionais de marketing digital temos que ir onde tem audiência maior e que dá resultado. Não ficar com essa de copiou plataforma A ou B. Se o seu consumidor/ usuário está dentro da plataforma, esteja você também!
Confesso que comemorei esse lançamento, pois a concorrência obriga o aperfeiçoamento. Sem contar que o Instagram tem a base do Facebook. Pense nas possibilidades de patrocínio que mal temos acesso no Snapchat?

Pode ser que o Snap perca força, mas não considero que venha a acabar.
E lá vamos nós presenciar a volta às origens do Instagram menos Photoshopado.

Curtiu essa matéria? Compartilhe nas suas redes sociais. Qualquer dúvida, Digaí nos comentários 😉