Você é daqueles que tem vergonha de falar em público e não sabe muito bem como inspirar as pessoas, através das apresentações?  Ainda que seja atrás das câmeras, você se sente desconfortável?

.

Isso é mais comum do que se imagina. E não importa se você está falando pessoalmente ou pela tela do computador, é comum surgirem dúvidas sobre como inspirar a plateia num momento em que você pode ter vergonha, medo, etc.

.

E é por isso que vou compartilhar com você as sete dicas de um dos oradores mais famosos em TED Talks. Estou falando das dicas de Simon Sinek, que é tímido e não gosta de falar para multidões, embora seja o terceiro apresentador TED mais assistido de todos os tempos. Simon compartilhou seus sete segredos sobre como entregar discursos que informam e inspiram lá no site Entrepreneur.  Apesar do foco dele ser para discursos feitos pessoalmente, todas as dicas podem ser adaptadas para webinários também. Veja:

.

 

1. Não fale imediatamente

 

Sinek diz para você nunca começar a falar imediatamente assim que entra no palco. Começar a falar imediatamente mostra um pouco de insegurança e medo.

.

Em vez disso, caminhe tranquilamente ao palco. Então, respire fundo, encontre o seu lugar, aguarde alguns segundos e comece. “Eu sei que parece longo e tedioso e você pode se sentir terrivelmente estranho”, diz Sinek, “mas mostra ao público que você está totalmente confiante e no controle da situação.”

.

Vale também para webinários: respire antes de começar a falar. Não dispare a falar logo de cara.

.

 

2. Mostre-se para doar, não para tomar

 

Muitas vezes as pessoas fazem apresentações para vender produtos ou ideias, para levar as pessoas a segui-los em mídias sociais, comprar os seus livros ou mesmo apenas para gostar deles. Sinek chama esses tipos de “alto-falantes tomadores”, e ele diz que o público percebe isso imediatamente. E, quando isso acontece, eles se “desconectam” da apresentação.

.

As pessoas estão mais propensas a confiar muito mais em um doador: aquela pessoa que lhes dá conteúdo de valor, que lhes ensina algo novo, que os inspira.

.

 

3. Faça contato visual com os membros da audiência

 

Sinek recomenda ao apresentador que ele olhe diretamente para membros específicos de sua audiência, em vez de olhar “para a geral”. Assim: fale uma frase inteira olhando diretamente para uma única pessoa, sem desviar o olhar. Quando terminar a frase, passe para outra pessoa e mantenha essas “ligações individuais” até você terminar de falar.

.

“É como se você estivesse conversando com o seu público”, diz Sinek. “Você não está falando para eles, você está falando com eles.” Essa tática não só cria uma conexão mais profunda com os membros específicos que você olhou diretamente, mas todo o público pode sentir isso.

.

Em webinários, procure olhar para a câmera e falar naturalmente, conversando com o seu público. Muitas vezes quando seguimos um script é possível notar que estamos lendo e não “olhando nos olhos da nossa audiência”. Não é fácil, requer treino. Mas, fazendo isso é muito mais fácil de criar conexão com seu público.

.

 

4. Fale lentamente

 

Quando você fica nervoso, não é apenas o seu batimento cardíaco que acelera. Suas palavras também tendem a acelerar. Felizmente, a audiência costuma ser mais paciente e tolerante do que pensamos, observa Sinek.

.

“Eles querem que você tenha sucesso lá na frente, mas quanto mais você falar rápido, mais a audiência se desconecta”, diz ele. “Se você parar de falar por um momento e inspirar longa e profundamente, eles vão esperar por você. Isto é incrível.”

.

 

5. Ignore os pessimistas

 

Dispense o povo que franze as sobrancelhas, cruza os braços ou balança negativamente a cabeça. Em vez disso, concentre-se apenas em seus apoiadores. As pessoas que estão visivelmente envolvidas, apreciando a sua apresentação e acenando. Quando você se concentra nos membros do público que estão interagindo positivamente com você, é mais fácil manter uma postura confiante e relaxada do que se você tentar convencer os opositores.

.

No caso dos webinários, o termômetro são os comentários. Enquanto você apresenta, ignore os haters.

.

 

6. Transforme o nervosismo em animação

 

Sinek aprendeu esse truque nos Jogos Olímpicos. Ele notou que os repórteres que entrevistavam os atletas antes e depois das competições faziam a mesma pergunta. “Você está (ou estava nervoso)?” E todos os atletas davam a mesma resposta: “Não, eu estou (ou estava) animado.”

.

Aqueles atletas estavam pegando as reações de seus corpos – mãos suando, coração acelerado e nervos tensos – e reinterpretando-os como sinal de excitação e alegria. Quando você está no palco, você provavelmente vai passar pela mesma coisa. Nesses momentos, Sinek diz que você deve dizer para si mesmo em voz alta: “Eu não estou nervoso, estou animado!”

“Isso realmente tem um impacto milagroso para ajudar você a mudar a sua atitude antes de falar em público”, diz Sinek.

.

 

7. Agradeça quando terminar

 

Aplausos são presentes e quando você recebe um presente, é certo demonstrar sua gratidão. É por isso que Sinek sempre fecha suas apresentações com estas duas simples e poderosas palavras:  muito obrigado. “Deram-lhe o seu tempo e estão dando-lhe os aplausos.” Diz Sinek. “Isso é um presente, e você tem que ser grato.”

.

Isso é básico, mas tem gente que esquece (até por conta do nervoso mesmo), por isso é bom reforçar.  E você? Sente-se desconfortável ao falar em público? Utiliza alguma dessas técnicas? Divida sua opinião aqui nos comentários.