Como é de praxe, todo final de ano há aquelas promessas e previsões para o ano seguinte. Logo, o Digaí não fica de fora e convoca nossos Gurus do Marketing Digital para trazer suas visões. Jogamos os Búzios, consultamos o Tarô, Borra de Café e todas “mancias” da vida pra trazer esse resultado. Confira!

 

O ano de 2013 realmente foi bom para o Marketing Digital. Conceitos vêm mudando mais rapidamente, comportamentos e atitudes também. Saímos da “WEB 1.0” – período no qual a internet tornava-se acessível e conhecida pelas pessoas – e vivemos na “WEB 2.0” – período no qual usamos massivamente mecanismo de buscas para informações e redes sociais, nós vamos atrás da informação.

 

previsões 2014 marketing digital

 

 

Porém, a tendência é de atualizarmos mais uma versão, tão logo a “WEB 3.0”, momento o qual não iremos só procurar as informações, mas elas virão até nós. É basicamente a organização inteligente do conhecimento. E cá entre nós, ela já começou! Ainda não sobrepõe a 2.0, mas em 2013 ela deu sua ignição. Apesar da velocidade da informação, talvez ela não engate a terceira em 2014, mas com certeza ela será muito presente em nossas vidas.

 

E por falar em 2014… Sem mais delongas, vamos às apostas, ou melhor profissionais não apostam, eles preveem:

 

– Felipe Pereira

 

“- Em 2014, acredito que o mercado de marketing digital passará por uma grande transformação, que na verdade já começou a acontecer. Grande parte das empresas e agências que oferecem serviços de marketing digital no Brasil vêm de uma tradição de branding. No mercado americano, há forte presença de um marketing mais voltado a resultados e isso deve estar cada vez mais presente no cenário nacional. Cada vez mais, vamos ouvir falar em iscas, páginas de captura e conversão.”

 

 

– Suzana Valença

“ – A felicidade está na moda. Não é ótimo? Então eu acredito que para 2014 vamos observar um crescimento de campanhas e ações que misturam o digital com o real e que estimulam a interação, a simpatia, o fazer amigos, enfim, a felicidade. Em 2013 vimos algumas iniciativas muito legais neste sentido. Um exemplo foi a cadeira que abraçava o aniversariante na vida real sempre que alguém o parabenizava via Facebook, criada para o Outback, e a cabine-cupido que a Kibon levou para as baladas. A “máquina” fazia um perfil do usuário, pesquisava quem na festa tinha gostos parecidos e estimulava os dois a se encontrarem. Então, em 2014, acredito que o marketing digital vai seguir a tendência de ficar cada vez mais humano.

 

 

– Marcel Ferreira

 

“ – Acredito que haverá mais utilização do Marketing de Conteúdo;
– Maior e melhor utilização do E-mail marketing;
– Mais utilização das recompensas digitais;
– Mais foco em Resultado.”

 

 

– Juliana Pereira

 

“ – 2012 foi o ano da aquisição – adquirir o maior número de fãs/seguidores possível. 2013 foi o ano do engajamento e da otimização de conteúdo, ou seja, não basta apenas ter milhares de pessoas seguindo você se estas não estiverem engajadas de forma significativa. Para 2014, espera-se o ano da defensoria, onde o verdadeiro impacto empreendedor virá de “advogados” apaixonados e fiéis à marca e do marketing realizado com eles e não para eles.”

 

 

– Erika Zuza

“ – “Acredito que o marketing digital será extremamente impactado pelo ano atípico que será 2014, marcado por ações voltadas para a Copa do Mundo. O envolvimento dos mais variados segmentos do mercado com o futebol, demandará criatividade extra das equipes de comunicação! 2014 também é ano de eleições, por isso creio que as ações de marketing digital durante as campanhas serão ainda mais valorizadas, do que nas últimas eleições (em 2012), o que significa mais verba investida e novas vagas extras de trabalho para os profissionais do setor. Por fim, de maneira geral, percebo que o marketing experiencial e a participação do consumidor será cada vez mais valorizada pelas empresas no meio digital, seja para manter um bom relacionamento, seja para gerenciar crises. Fiquemos preparados!”

 

 

– Valéria Pinheiro

 

“ – O que acho mais forte é sobre a tendência do Marketing ficar uma coisa mais “humana”, como falou a Suzana Valença. As ações deverão ser mais voltadas para o “espírito”. As empresas tenderão a buscar atingir mais mente e coração. Apelar mais para o emocional, seja em qualquer peça. Então, o Marketing de Conteúdo continua sendo uma das prioridades.”

 

 

– Walber Nunes

“ – As empresas já começaram a entender a importância de ações one-to-one nas redes sociais e deixarão cada vez mais de lado sua seriedade e rigidez ao se relacionar com os consumidores 2.0, por perceberem o impacto que ações “para um” geram no âmbito coletivo. Essas estratégias andarão de mãos dadas com o marketing de conteúdo e de oportunidade (devido aos eventos que ocorrerão em 2014 como Copa do Mundo e Eleições presidenciais).”

 

– Luiz Ricardo Sampaio

–  Dois pontos serão destaques em 2014:

.1 – Web Branding: As empresas devem focar na interação com o cliente. Dar vida a sua marca, sair da estática de uma logo, para a dinâmica da pulsação social. Empresas mais conectadas com as redes sociais.

.2 – Consumidor Mobile: É notório o uso, ora excessivo, do mobile. Só que apesar de termos o dobro de linhas em relação à quantidade de pessoas no Brasil, o que chama a atenção é o uso da internet móvel. Quem nunca foi para uma roda de amigos conversar, e o que era pra ser face a face, foi um “Face to Face”?  Com adolescente nem se fala. Eu diria até que o uso para fins pessoais em um notebook, ou desktop, está caindo em desuso se comparado ao uso massivo de smartphones. Acessos às redes e sites devem ser melhor monitorados para esse tipo de esfera-de-consumo.”

 

Pois bem, como foi dito acima esse ano de 2014 será atípico devido à Copa do Mundo e às Eleições Presidenciais. Mas a previsões permanecem e vamos com tudo!

 

E não posso deixar de agradecer a VOCÊ, leitor(a)! Muito obrigado pela sua leitura, sua paciência, seus likes e compartilhamentos (hahaha). Continue conosco em 2014, que promete muito para todos nós.

 

Torço pra que você arrase nesse ano novo!! Acredite, você consegue.

Vida longa e próspera ao Marketing Digital.

\.//