Black Friday no Brasil movimentou R$ 217 milhões no ano passado e promete superar esta marca neste ano. Porém é um evento recente no Brasil, e como tudo que está amadurecendo, aconteceram alguns fatos negativos no ano passado, como as atitudes de algumas empresas em apresentar ofertas maquiadas e inflacionadas.

 

Isto é – e foi – facilmente percebido pelos consumidores. Mas que com atitudes mais responsáveis este quadro tem tudo para mudar.

 

E para que isto não aconteça novamente, elaborei este artigo pensado nas lojas virtuais que queiram participar do dia “D”.

 

 

Se prepare para o Black Friday

 

 

 

Este artigo visa exatamente prover de informações úteis com esta finalidade. Continue lendo e, através de boas práticas sugeridas por Pedro Eugênio, CEO da Busca Descontos e idealizador da versão nacional da Black Friday no Brasil, você verá:

 

– Por que participar da Black Friday
– Quando não participar da Black Friday
– O que fazer para não fracassar na Black Friday
– Boas práticas na Black Friday
– Bônus: Quando será – ainda dá tempo?

 

Por Que Estar Na Black Friday

 

A Black Friday marca o início do Natal e algumas pessoas aproveitam para se anteciparem e compram presentes para os familiares e amigos. Além disso, 60% das pessoas que compraram na Black Friday voltaram a comprar na loja virtual no período de Natal.

 

 

Quando não entrar na Black Friday

 

Bem, legal. Depois deste bom motivo que apresentei você, lojista, quer participar da Black Friday e não vê por que não estar. Mas eu apresento dois bons motivos para não estar:

 

– Você pode ter um bom prejuízo

 

Você pode ficar atentado pelo seu concorrente estar oferecendo um desconto irresistível e tão alto, que você acha que para competir, terá que oferecer o mesmo desconto. Ou até maior – Nossa! Aí, no final, você vê que o caixa fechou no negativo.

 

– Ou pior, sujar a reputação da marca

 

Você pode até conseguir vender bastante, mas será que tem uma capacidade para atender a todos os pedidos? O número de peças é suficiente para atender a uma demanda grande e repentina? Sua equipe de colaboradores está preparada para despachar todos os pedidos no prazo prometido e de forma correta? Se a resposta para alguma destas perguntas for negativa, então é melhor não entrar.

 

Mas não se preocupe, porque aqui tenho uma solução para evitar que isto aconteça.

 

 

O que fazer para não fracassar na Black Friday?

 

Simples, um bom planejamento!

 

De acordo com Pedro Eugênio, em um Hangout organizado pelo pessoal da “Eventos de Ecommerce” na última segunda feira, o planejamento de mídia e de divulgação da presença da loja virtual na Black Friday deve começar 10 dias antes do dia “D”, pois, ainda segundo Pedro Eugênio, o momento de pesquisa por parte dos consumidores sobre o Black Friday inicia-se 10 dias antes da data do evento.

 

Porém, o planejamento não deve ser focado somente na divulgação da participação da loja virtual no evento – alerta Pedro Eugênio. Mais importante do que isto, a preparação do negócio virtual como um todo é muito importante para o sucesso da empresa e da marca nesta data específica. Ou seja, varias outras questões devem ser pensadas tais como:

 

– Preparação de toda a logística da empresa, que vai desde a preparação do espaço de estoque para acomodação de um número maior de produtos – passando pelo pedido junto aos fornecedores desta quantidade maior de produtos a um tempo hábil – até a equipe de colaboradores que vão acondicionar, embalar e enviar os produtos num ritmo mais acelerado;

 

– Preparação da equipe de atendimento na pré e, principalmente, no pós venda;

 

– Uma boa avaliação do impacto dos descontos na política de preços do negócio.

 

 

 

Boas práticas na Black Friday

 

Boas práticas no black friday

 

 

Não adianta de nada para as empresas investirem a quantia que seja para atrair o consumidor para sua loja, fazê-lo comprar e não se preocupar com a sua satisfação. Faz parte desta satisfação a entrega do produto pedido (o mínimo) no prazo acordado e garantir um bom atendimento pós venda. Parece infantil dizer isto, mas não é muito comum as empresas brasileiras terem esta postura madura. Além de que, esquecem de que a qualidade do pós venda é um diferencial fantástico.

 

Não se deve também tratar o cliente de forma diferente por ter comprado o produto com desconto. Não falo somente da forma de dialogar, mas como comportamento de consumo onde oferecer um brinde, mesmo comprando um produto de baixo valor com R$10 de desconto.

 

Outro fator muito importante é oferecer o desconto especial de forma única. Não mantê-lo para sempre, após o Black Friday, tornando seu e-commerce praticamente num site de compra coletiva. Já houve casos de falência por causa deste tipo de prática.

 

Esta data tem tudo para ser um sucesso no e-commerce brasileiro para todos os envolvidos, basta tomar as ações corretas e de forma responsável e inteligente.

 

 

 

Quando será a próxima Black Friday? Ainda dá tempo?

 

A Black Friday está vindo aí. Será já no dia 29 de Novembro (data oficial internacional). Sim, ainda dá tempo. Por isto que publicamos com antecedência este artigo para que dê a você um tempo para se planejar e preparar melhor sua loja virtual para entrar na Black Friday. Então aproveite o quanto é tempo e planeje com muito cuidado para entrar nesta data tão importante para o comércio eletrônico no Brasil.

 

Deixe seu comentário aqui em baixo. Críticas, sugestões e elogios (principalmente) serão bem aceitos. 🙂

 

Se você gostou deste artigo, cadastre seu e-mail para receber as atualizações do Digaí.