Esse final de semana, estou passando por uma experiência incrível!

 

Há alguns meses, fui convidado para ser mentor do Startup Weekend Edu Youth Recife. Fiquei extremamente feliz com o convite, pois sou apaixonado por empreendedorismo, por educação e adoro lidar com crianças!

 

Além disso, Mayana (minha enteada) também está participando! Está sendo uma grande experiência pra ela também. Inclusive hoje ela falou que está gostando mais do evento do que se tivesse ido ao Mirabilândia, um parque de diversões aqui em Recife que ela adora! 🙂

 

Você sabe o que é um Startup Weekend Edu Youth? Antes disso, deixa eu te falar do Startup Weekend…

 

 

Startup Weekend

 

O Startup Weekend é um evento em que pessoas se reúnem com o objetivo de criar uma startup (negócio com um modelo de negócios inovador, o que consequentemente leva a um grau de incerteza) em um final de semana. Tipicamente, pessoas com diversos perfis, como desenvolvimento, design, marketing e negócios, montam times multidisciplinares para implementar suas ideias.

 

O evento começa em uma sexta-feira à noite. Nesse primeiro dia, há uma apresentação de pitches, em que cada pessoa que tiver uma ideia de negócio a apresenta para o grupo inteiro em menos de 1 minuto. Olha Mayana apresentando o pitch dela:

 

Pitch de Mayana Gouveia

 

Depois das apresentações, cada participante vota nas ideias que mais gostou. Os negócios mais votados serão desenvolvidos nos outros dois dias com equipes que são montadas na própria sexta-feira. Por falar nisso, a ideia de Mayana foi uma das selecionadas para ser desenvolvida no fim de semana! 🙂 #PadrastoCoruja

 

No segundo dia, o sábado, as equipes normalmente buscam executar e validar seus negócios. Geralmente é nesse dia que os designers definem a identidade visual e o fluxo de navegação de sites e aplicativos, os desenvolvedores implementam as soluções e os profissionais ligados a marketing e negócios definem e refinam o modelo de negócios.

 

Nessa validação, busca-se verificar se o grupo está focando em um problema existente, se o público-alvo vê a proposta como uma solução para esse problema e se pagariam por isso. As equipes contam com o apoio de mentores, profissionais e empreendedores com expertise em diversas áreas, que estão prontos para tirar dúvidas e orientar cada uma das startups.

 

No domingo, a execução e validação continuam e à tarde há a apresentação final dos negócios, julgamento pela banca de jurados e premiação. Os projetos são avaliados em função de critérios como execução (o quanto conseguiram avançar na implementação), validação (o quanto validaram o problema, solução e mercado) e modelo de negócios (o quando o modelo de negócios é consistente e tem capacidade de gerar receita).

 

Apesar de toda a premiação e o prazer de obter uma colocação, para mim o principal prêmio independe disso. O aprendizado intenso proporcionado nesse fim de semana especial é ímpar.

 

 

Startup Weekend Edu Youth

 

Além de seguir o formato do evento que apresentei acima, essa edição de que estou participando tem 2 particularidades: é um Startup Weekend Edu Youth.

 

As edições do Startup Weekend Edu (de Education) funcionam do mesmo modo que o Startup Weekend convencional, com a única diferença relacionada ao foco das soluções. Todos os negócios precisam de algum modelo resolver problemas ligados a educação, seja através de um aplicativo, website ou até um novo hardware. Por conta disso, o evento também conta com a participação de educadores e tem como critério de avaliação adicional o impacto da solução na educação.

 

Além disso, essa edição é Youth, ou seja, os participantes são crianças (nesse caso, a maior parte delas tem entre 11 e 13 anos). E isso torna o evento ainda mais especial! Ele dá a oportunidade que pessoas como eu não tiveram de ter contato com um ambiente “real” de negócios em uma idade bem jovem. Isso ajuda as crianças a estarem mais preparadas para o futuro, seja como empreendedoras ou como profissionais proativos, que trabalham bem em equipe e sob pressão.

 

Por conta da idade, a atuação dos mentores sofre uma mudança. Ao invés das equipes trabalharem por iniciativa própria e contarem com o apoio dos diversos mentores quando necessário, nessa edição cada mentor se dedica exclusivamente a um grupo.

 

Nessa edição, estou tendo o prazer de ser mentor juntamente com Alfredo Falcão, Beatrice Melo, Camila Achutti, Conceição Moraes, Daniella Marcusso, Marina Mota, Mayara Pimentel, Pedro Dantas e Raoni Valadares.

 

O evento está ocorrendo na ABA, uma instituição de referência em educação e inovação, que sempre apoia esse tipo de iniciativa. A organização foi feita por Hiro Miyakawa, Guilherme Carvalho e Renato Bibiano e a facilitação é de Gerson Ribeiro, uma figura de destaque no nosso cenário de startups.

 

startup weekend edu youth recife

 

 

Equipes

 

Essa edição conta com 10 equipes, que estão buscando revolucionar a educação do Brasil e do mundo:

 

  • Tira Dúvida Escolar
  • Reaproveitando o Saber
  • Acumulador de Recompensas
  • Ideia Maker
  • Aulas Mais Legais
  • App de Auxílio Escolar a Distância
  • Online Teachers
  • Câmera para Ausentes
  • Seu Plano de Estudo
  • EduQ

 

Mayana está participando do Tira Dúvidas Escolar, uma startup que busca ajudar os alunos que possuem dúvidas através de um aplicativo mobile. As crianças podem postar suas dúvidas no app e elas são respondidas pelos professores ou pelos outros alunos. Com isso, aqueles alunos que são tímidos e têm vergonha de fazer perguntas não irão mais pra casa com dúvidas.

 

A equipe pela qual fiquei responsável tem 6 crianças, que estão desenvolvendo uma startup para estimular os alunos tímidos a participarem mais e os mais agitados a se comportarem melhor. A solução consiste em um aplicativo mobile em que cada aluno tem um perfil e ganha pontos na medida em que participa das aulas e perde pontos sempre que apresenta algum problema de comportamento ou deixa de cumprir alguma atividade. Os pontos acumulados são convertidos em prêmios oferecidos pela escola ou parceiros.

 

Eu nunca tinha passado pela experiência de mentorar startupers tão jovens, mas estou gostando bastante! Eles são cheio de ideias, são muito produtivos e estão com um bom foco na validação e execução do negócio. Aqui nesse link você tem um exemplo do questionário que eles criaram para que alunos do 1º ao 9º ano respondam e eles possam analisar a aceitação da ideia.

 

E você, já participou de algum Startup Weekend? O que achou do evento?

 

E se você possui filhos, o que acha da iniciativa? Deixe seu comentário! 🙂