Que investir em mídias sociais é relevante para os mais diversos tipos de negócio, todo mundo já sabe. O que alguns ainda não sabem é como utilizar ~devidamente~ os recursos das mídias sociais para alavancar a participação de seu negócio no meio on-line. Por isso, separei neste artigo 6 lições de social media que podemos aprender com as series de TV, para dar o bom exemplo. Você verá quantas ações de sucesso é possível adaptar para seu negócio!

 

 

1. Lição de BoJack Horseman: Assumir uma personalidade

 

(Este não é o primeiro ponto à toa. Definir a personalidade da sua empresa ou marca nas redes sociais é um dos primeiros pontos a serem definidos e obedecidos. O exemplo de BoJack Horseman é bastante conveniente e você já vai entender porquê).

 

Na série BoJack Horseman, BoJack é um cavalo folgado, rabugento e rude. Um cavalo, mesmo, como no xingamento. Mas, nas redes sociais, BoJack expressa exatamente o que é, e sua autenticidade acaba fazendo muito sucesso (não duvide, muita gente gosta de cavalos). Ele hoje possui 268K curtidores no Facebook, 61,8K seguidores no Twitter, 47,2K seguidores no Instagram, com aproximadamente 5,3 milhões de interações sociais no total.

 

Se você entende inglês, vai conhecer o BoJack pelas postagens abaixo, mas se não, as imagens já dizem bastante:

 

bojack1

bojack2

Postagens de BoJack Horseman em seu Instagram

 

A lição do BoJack para sua marca é ser fiel a uma personalidade. Se sua marca foi definida como séria, é natural que suas publicações também assumam um tom sério, e é isso que as pessoas esperam dela. Da mesma maneira se for jovem, ou engraçada, ou radical. É importante que suas ações nas redes sociais sejam condizentes com seu posicionamento no mercado. (O posicionamento da sua empresa você já tem, certo?)

 

 

2. Lição de Hannibal: Hashtags engajam o público

 

Antes da estreia da segunda temporada de Hannibal, o time da série realizou uma grande ação nas redes sociais. Foi criada a hashtag #13HourDevour para marcar as 13 horas em que a @NBCHannibal iria tuitar todos os 13 episódios da primeira temporada.  Foram compartilhadas fotos, brindes e premiações para quem usava a hashtag.

 

Se você não sabe o que são hashtags, clique aqui. 

 

A conta oficial no Twitter enviou cerca de 250 tweets, gerando mais de 41K interações. A ação ganhou dois trending topics no mundo inteiro: #13HourDevour e #HolySavoureux, além de conquistar quatro tendências norte-americanas: #HannibalSelfie, #QforHugh, #WouldMan e #LawrenceWells. No total, foram mais de 71K menções.

 

hannibal

Convite para as #13HourDevour

 

Hannibal e muitas outras séries têm utilizado o poder das hashtags para medir o engajamento do público a cada episódio e a cada temporada. Os dados auxiliam no direcionamento da série, pois são um indicativo do sucesso de cada conteúdo lançado. Quantas campanhas outras empresas, de outros ramos de atuação, também poderiam estar se beneficiando do alcance das hashtags?

 

 

3. Lição de Doctor Who: Ter parceiros!

 

Na série Doctor Who, The Doctor sempre tem um parceiro, mas não era a eles que eu pretendia me referir. Nos 51 anos de Doctor Who (!), a equipe organizou o primeiro Doctor Who World Tour, com cobertura completa nas redes sociais.

 

Como forma de promoção, a BBC America realizou parcerias com comerciantes de todas as partes do mundo, para realizar concursos e entregar brindes para os “whovians”, como são chamados os fãs da série. Esta temporada de Doctor Who acabou contando com 41,8 milhões de postagens, envolvendo cerca de 4 milhões de usuários.

 

whovian

Este pequenino whovian exibe feliz seu calendário 2015, vestindo a camiseta da série e uma linda gravata borboleta a la Doctor. Daqui.

 

A ação nos mostra que parcerias permitem um sucesso multiplicado! Contar com parceiros pode expandir sua atividade, atingindo uma parcela cada vez maior de seu público. Eles ficarão encantados com a qualidade que você será capaz de entregar.

 

 

 4. Lição de Teen Wolf: Na alegria e na tristeza

 

A série Teen Wolf, da MTv, saiu majestosamente da maior crise que já enfrentou com seu público. Tudo começou com a morte da personagem Allison Argent, uma de suas principais, devido a saída da atriz que a interpretava.

 

A comoção on-line foi gigantesca. A morte de Alisson não foi bem aceita, e o público literalmente sofreu sua perda. A saída encontrada pela série? Uma página chamada TeenWolfMemorial.com (já offline), na qual todos os fãs poderiam chorar juntos e expressar sua comoção pela morte da personagem.

 

 

teen-wolf

Página inicial da TeenWolfMemorial.com 

 

Em apenas quatro semanas, a página recebeu mais de 250K visitantes e ganhou mais de 10K comentários de fãs, compartilhando seus sentimentos de pesar… :~~ A série não perdeu seu público, muito pelo contrário, pois esse se mostrou ainda mais envolvido com o programa, que conseguiu demonstrar preparo para lidar com os sentimentos que havia gerado.

 

Lição de Teen Wolf: toda crise pode ser também uma oportunidade de mercado, desde que você saiba lidar com as expectativas de seu público.

 

 

 5. Lição de Sense8: Fazer Marketing de Oportunidade

 

Marketing de oportunidade tem tudo a ver com redes sociais! Significa aproveitar as novidades, participando e reafirmando seu posicionamento diante de tudo o que acontece. A série Sense8 faz isso muito bem, publicando postagens sobre temas atuais, que geram bastante engajamento e ainda encantam seus seguidores. Veja alguns exemplos:

 

sense2

Sobre a legalização do casamento gay nos EUA

 

sense3

Sobre a Parada Gay 2015

 

 

 6. Lição de House of Cards: Saber competir

 

Sua marca tem concorrentes, assim como as séries e eu e você. Saber competir é uma lição que começamos a aprender na pré-escola, mas nunca é demais lembrar. Você pode usar as redes sociais para dar aquela cutucada na concorrência, mas, sem perder o respeito, é claro. Os seguidores costumam adorar, como esta de Frank Underwood (House of Cards), saudando a volta de Game of Trones, por exemplo:

 

houseofcards

 

Sentiu a classe da rivalidade? 🙂

 

Eu ainda poderia escrever muito sobre este assunto, já que a combinação redes sociais + séries de TV rendem excelentes conversas, mas confesso que não saberia a hora de parar! 🙂 Você pode deixar seu recado abaixo se lembrar de alguma série que utilizou bem as redes sociais, e contribuir com nossa lista. Eu já estou seguindo todas as que citei e recomendo! E você, que perfis pode sugerir?