O mercado fonográfico atualmente está passando por diversas transformações com o intuito de alavancar as vendas de álbuns e singles. De acordo com o site EXAME, desde o fim dos anos 90, o mercado da música vem caindo gradativamente, passando de 27,9 bilhões de dólares em 1999 para a arrecadação de 16,5 bilhões no ano passado, mesmo com o lançamento do Itunes.

 

O produto que mais vende nesse segmento ainda é o CD em formato físico, representando 70% das vendas, contra 30% do mercado digital. O fato se deve a estratégias comerciais com lançamento de CD’s com músicas extras para grandes lojas como a Wall Mart, que frequentemente fecha parcerias com artistas como Justin Timberlake (cujo álbum “The 20/20 Experience” vendeu 3.800 milhões cópias ao redor do mundo).

 

Mesmo com baixas vendas, o Brasil cresce anualmente no mercado. Segundo a Associação Brasileira de Produtores de Discos (ABPD) e divulgada no jornal Estado de São Paulo, no ano passado, a receita do mercado digital atingiu 136, 4 milhões de reais e 237, 7 milhões no meio físico. Dentre os mais vendidos estão os cantores Luan Santana, Roberto Carlos, Anitta, Paula Fernandes e Damares.

 

4 Estratégias de marketing aplicadas no mercado da música 

 

Michael-Jackson

 

Nesse mês, a equipe do falecido Rei do pop Michael Jackson lançou o videoclipe “A Place With No Name”, primeiramente no Twitter, tornando-se o primeiro vídeo a ser estrelado nessa forma.  O material serve para divulgar o álbum póstumo “Xscape”, lançado no primeiro semestre e que já vendeu mais de 300 mil cópias, de acordo com o site Media Traffic.

 

Esse é apenas um exemplo de sucesso das diversas estratégias utilizadas nesse tipo de mercado. Conheça outros cases das quatro principais estratégias de marketing no mercado da música:

 

 

Surpreender

 

 

322561393362973

 

No dia 13 de dezembro de 2013, Beyoncé surpreendeu a todos com seu novo álbum autointitulado. O disco em apenas um final de semana vendeu mais de 828 mil cópias. Disponibilizado apenas no formato digital no Itunes, o material somava a 17 videoclipes, gerou repercussão poderosa no Twitter, com 1,2 milhões de tweets. A ação de marketing proposta foi… nenhuma. Apenas um CD apoiado no nome firme da cantora, que pegou todos de surpresa. O que podemos aproveitar disso? Clientes sempre querem ser surpreendidos, seja pela ação da marca ou como o produto será lançado e ter seus desejos aguçados e que os instiguem a comprar.

 

Participação do público

 

 

Katy-Perry-622x349Saturday Night Live - Season 39

 

Antes de lançar o álbum “PRISM”, Katy Perry lançou um desafio para seus fãs estudantes. Tomando como referência a música “Roar”, a escola que desse o melhor “rugido”, teria um show de graça da cantora. Resultado: a música ficou em primeiro lugar na Hot 100 da Billboard – a principal lista de sucessos do mundo – por várias semanas, assim como seu CD. A banda Coldplay, que lançou o disco “Ghost Stories” colocou letras das músicas em diversas bibliotecas ao redor do mundo e pediu para que os fãs a encontrassem e divulgassem no Twitter. Na primeira semana, o disco bateu o recorde do álbum mais vendido do semestre no Reino Unido, com cerca de 370 mil cópias.

 

 

A publicitária Renata Curcio destaca dois cases de marketing que fizeram sucesso. “Para mim são os dois dos melhores relacionado às bandas. Serve de inspiração até hoje. No final do ano de 2007, a banda Radiohead lançou o álbum ‘In Rainbow’, disponibilizado para download no site oficial da banda. Qualquer pessoa podia baixar e pagar o que achasse justo pelo álbum. Era possível obter o álbum mesmo se a pessoa não quisesse pagar nada”.

 

 

Renata ainda comenta que  “em 2008, a banda lançou novo projeto junto ao Itunes, The NudeRemix Project, o qual os fãs poderiam fazer o download de um EP com cada instrumento separado (incluindo o vocal) da faixa Nude e pagar pela plataforma. Dessa forma eles estimulavam o público a criar sua própria mixagem de Nude e publicar no site do projeto para o público ouvir e votar. O projeto foi um sucesso e resolveram fazer o mesmo esquema com outra faixa do álbum, a Reckoner”.

 

 

Ela ainda conta que “não satisfeitos, criaram um concurso para os fãs onde eles deveriam produzir um clipe em animação com qualquer faixa desse mesmo álbum, o In Rainbows. Foram escolhidos os quatro melhores que ganharam 10 mil libras cada. A alegria desses fãs já estava completa, mas ainda podia ser melhor: um desses clipes foi escolhido para ser o clipe oficial da música em questão. O resultado foi a aproximação e identificação ainda maior dos fãs com o Radiohead, além da quantidade de mídia espontânea no mundo inteiro. A banda soube magistralmente se relacionar e obter os benefícios e vantagens que a Internet pode proporcionar”, finaliza.

 

 

O conteúdo participativo e interativo da empresa com o cliente transforma a relação de compra e venda em um diálogo participativo, em que o cliente é convidado a fazer parte das estratégias da companhia. A banda Jota Quest também aproveitou sua base de fãs e os convocou para participar da produção da música “Um Grito de Gol”. Durante quatro meses, os usuários enviavam para um site oficial, sugestões para quatro etapas: “ritmo”, “melodia”, “tema” e “letra”.  Depois 17 delas foram selecionadas durante uma votação nas mídias sociais para entrar na faixa. O exemplo foi sugerido pela jornalista Priscila Pinheiro.

 

Exclusividade 

 

 

JT_LandingPage

 

 

Conteúdo diferenciado e disponível apenas para quem gosta da marca é uma forma de ampliar os lucros, assim como trazer novos clientes que ficarão curiosos e terão vontade em adquirir o produto. Diversos cantores como Justin Timberlake, Ariana Grande, Shakira e Demi Lovato realizam parcerias para empresas como a Target e Wall Mart, através de pocket shows e lançam seus álbuns com músicas exclusivas para aumentar as vendas e oferecer conteúdo especial para os fãs. Por exemplo, a banda 50 Seconds to Summer transformaram-se em vendedores e indicavam seu novo CD para os clientes. O disco vendeu 250 mil cópias na primeira semana.

 

 

Criar expectativa

 

 

130820-britney-spears-countdown-justin-timberlake-n-sync-mtv-vmas

01

 

 

Uma estratégia que pode gerar  frenesi nas pessoas é fazê-los aguardar uma data em que será revelada um grande produto e serviço. O que pode ser visto no meio musical é o resultado disso em vendas.  Assim como a cantora Pitty, que recentemente lançou o álbum “Sete Vidas”, a cantora Britney Spears lançou em seu site uma contagem regressiva para anunciar seu novo single e uma série de shows em Las Vegas. Graças a essa ferramenta, sua música “Work Bitch”ficou no topo do Itunes em mais de 30 países e sua turnê “Piece of Me” arrecadou mais de 10 Milhões de dólares em apenas três meses. O engajamento com os sites de mídia social também é importante. Para divulgar a música “You and I”, a cantora Lady GaGa afirmou no Twitter que lançaria o videoclipe da canção no seu milésimo tweet. Após conseguir 12 milhões de seguidores e lançar o vídeo, ela foi indicada ao Grammy Awards por ‘‘Melhor Performance Pop Individual‘‘.

 

 

Essas e outras ferramentas, além de trazerem lucro, clientes e fama, também contribuíram para firmar o nome de cada cantor e gravadora. Assim como as estratégias apresentadas aqui no segmento fonográfico, agências, empresas e profissionais de comunicação e marketing podem usufruir de tais estratégias para fazer sucesso com seu produto ou serviço.