Hoje resolvi tratar da importância da tag meta description para a otimização de sites para mecanismos de busca (SEO). Esse foi um dos assuntos mais votados na pesquisa que estou fazendo com os leitores do e-book 16 erros que impedem seu site de estar na primeira página do Google. Talvez o interesse venha da polêmica sobre o assunto: enquanto alguns dizem que a tag meta description é importante para SEO, outros dizem que ela não ajuda no posicionamento.

 

Antes de abordá-la diretamente, vou discutir rapidamente o que é uma tag e para que ela serve. Se você já conhece a linguagem HTML e as tags, pule a próxima seção. 🙂

 

Linguagem HTML e as tags

 

A maior parte dos websites da Internet são criados utilizando a linguagem HTML. Essa linguagem permite que criemos páginas web, definindo que conteúdo estará presente em cada página e como ele será exibido. Desse modo, há comandos HTML para criar tabelas, listas com marcadores, definir o título das páginas, colocar o texto em itálico, sublinhado, alterar sua cor, entre várias outras funções. Essas instruções são feitas através de tags, que ficam no código fonte das páginas e são processadas pelo navegador (Chrome, Firefox, Safari, etc.) quando visitamos um website.

 

As tags da linguagem HTML ficam entre os sinais de “<” (menor que) e “>” (maior que). Usar a tag <i>, por exemplo, faz com que um texto seja exibido em itálico, enquanto a tag <u> sublinha o texto. Se você possui ou atualiza um website ou blog e nunca viu essas tags, não se preocupe. É comum que sistemas de gestão de conteúdo de sites (como o WordPress e Joomla, por exemplo) apresente uma interface em que se define e formata o conteúdo através de botões e o próprio sistema se responsabiliza por criar as tags e salvar no código fonte da página. Assim, tudo que é produzido aparece normalmente no navegador dos visitantes do modo desejado.

 

 

Tag Meta Description

 

A tag meta description permite definir a descrição de uma página. Ela não é exibida no website quando visitamos, mas possui um importante papel: estimular os internautas a visitarem o site quando este aparece nos sites de busca. Quando fazemos uma busca no Google, cada resultado é exibido conforme a figura a seguir:

 

resultado de busca na SERP

 

Nela, podemos identificar 4 elementos básicos: o título, a URL, a data de postagem e a descrição.

 

1) Título: apresenta o título da página, neste caso “Repercussão do caso: Coca-Cola x Rato | Digaí”. Ele é definido através de outra tag, a <title>.

2) URL: representa o endereço da página, neste caso “www.digai.com.br/…/repercussa-caso-coca-cola-x-rat…”. Ela indica a página que será visitada se clicarmos no resultado da busca e as reticências indicam que parte da URL foi omitida devido ao seu tamanho (neste caso em particular, a URL completa é “www.digai.com.br/2013/09/repercussao-caso-coca-cola-x-rato”).

3) Postagem: data de postagem do conteúdo que aparece junto à descrição, neste caso 1 dia atrás (“1 day ago”).

4) Descrição: apresenta uma descrição da página e é exatamente o conteúdo da tag meta description. Se fôssemos observar no código fonte da referida página, ela aparece da seguinte forma:

 

meta description coca cola x rato

 

Basicamente o Google exibe prioritariamente o conteúdo desta tag na página de resultados. Quando ela não é definida ou quando não apresenta relação com a expressão utilizada na busca, o Google exibe parte do texto do corpo do documento como descrição.

 

 

Tag Meta Description e SEO

 

Atualmente, a tag meta description não é um fator de rankeamento no SEO, ou seja, não tem influência direta sobre o posicionamento das páginas no Google. Apesar disso, como é exibida na página de resultados da busca, ela pode aumentar a taxa de cliques de sua página diante dos concorrentes e, consequentemente, o tráfego de seu website. Isso, somado à permanência do visitante em seu site, pode fazer o Google entender que sua página é um bom resultado para a palavra-chave consultada, melhorando seu posicionamento com o tempo.

 

Mas como se dá esse aumento na taxa de cliques?

 

Vamos supor que estamos pensando em fazer uma promoção no Facebook e ouvimos falar da portaria 422, que definiu novas regras para a realização de sorteios e concursos em redes sociais no Brasil. Para obtermos mais informações, decidimos fazer uma pesquisa no Google pela expressão portaria 422 e nos deparamos com o seguinte resultado (esse é o resultado real primeira página do Google, obtida no dia 23/09):

 

SERP portaria 422

 

Em qual dos resultados você clicaria?

 

Uma grande parcela das pessoas optaria pelo post do Digaí e há 3 motivos para isso: a posição (quanto mais acima, melhor), o título e a descrição (quanto mais atrativos, melhor).

 

Aquele post foi de minha autoria e, como você pode observar, quando defini a descrição, procurei chamar a atenção do público que acredito estar procurando pelo assunto. Fiz isso sendo bem específico com a chamada “Saiba o que não pode ser feito com as novas regras para…”. Acho que deu certo, pois mensalmente esse link recebe centenas de visitantes. 🙂

 

5 Dicas para uma Meta Description matadora

 

Agora que já vimos o que é a tag meta description e para que ela serve, vamos ver algumas dicas para definição de uma boa descrição. Assim, você pode obter melhores resultados em termos de SEO e trazer mais visitantes para o seu site.

 

1) Defina um tamanho adequado

 

A descrição que é exibida nas páginas de resultados de busca possui um número de caracteres limitado. Desse modo, a sugestão é que utilize no máximo 155 caracteres em sua meta description. Em alguns casos, o Google apresenta a data da postagem e o número de caracteres da descrição passa a ser menor (em torno de 140 caracteres). Caso você defina uma descrição maior, o buscador poderá truncar e exibir com reticências.

 

No caso de sitelinks (uns links extras de sites que aparecem abaixo de um resultado, conforme pode ser visto na figura abaixo), o Google exibe uma descrição menor. Desse modo, pode ser importante passar sua mensagem logo nos primeiros 50 caracteres.

 

SERP com sitelinks

 

 

2) Use CTA’s

 

Seu objetivo ao aparecer na página de resultados de busca é receber cliques e nada melhor do que estimular os internautas a fazerem isso. Uma das formas de fazer isso é simplesmente pedir, e para isso usamos chamadas para ação (CTA – call to action). Veja a seguir como a Hive.Cloud, empresa especializada em softwares na área de logística, faz isso:

 

SERP - description com CTA

 

 

3) Apresente benefícios

 

Outra forma de estimular os internautas a clicarem em seu link é apresentando benefícios de seu site ou produto. Todos nós gostamos de benefícios e deixar isso claro estimula o internauta a clicar. Veja abaixo como a Resultados Digitais faz isso, destacando a eficiência e gratuidade, juntamente com o CTA:

 

SERP - description com benefício

 

 

4) Use palavras-chave na meta description

 

Quando o Google apresenta a página de resultados de uma busca, as palavras-chave consultadas são exibidas em negrito. Desse modo, é importante apresentar na sua meta description expressões que serão provavelmente buscadas pelos usuários. A imagem a seguir apresenta o resultado de uma busca no Google pela expressão regras do Facebook para promoções:

 

serp - description com palavras-chave

 

 

Se a busca é feita pela expressão novas regras do facebook para promoções, o resultado é apresentado da seguinte forma.

serp - description alterada

 

Como pode ser observado, o Google alterou a descrição exibida, pois a página não possui a expressão de consulta na meta description, mas a apresenta no corpo do texto. Como a descrição original, sem mudanças, é mais clara e atrativa para os visitantes, é recomendável utilizar as palavras-chave mais prováveis na meta description.

 

 

5) Teste

 

Um ponto chave para otimização de ações de marketing digital é a realização de testes. No caso da meta description, é possível usar uma descrição por algum tempo, analisar a taxa de cliques e, em seguida, trocá-la e analisar a nova taxa. Isso pode ser feito utilizando a ferramenta para webmasters do Google.

 

Outra opção para testar é criar anúncios pagos utilizando o Google Adwords, por exemplo. Os anúncios devem ter as mesmas palavras-chave e título e variam apenas a descrição. Assim, é possível analisar qual deles apresenta uma maior taxa de cliques, indicando a melhor descrição a ser utilizada na meta description.

 

Considerações Finais

 

Apesar de não influenciar diretamente no ranking de seu site no Google e outros buscadores, a meta description influencia a taxa de cliques de sua página. Desse modo, pode lhe ajudar indiretamente a melhorar seu posicionamento e trazer novos visitantes, desde que seja definida adequadamente. De modo geral, o objetivo é estimular o visitante a clicar, e as dicas apresentadas são algumas recomendações gerais que funcionam. Experimente usar outros gatilhos que estimulem o clique para o seu mercado.

 

Acho importante ressaltar que nunca devemos utilizar uma descrição que não condiz com o conteúdo da página apenas para estimular o clique. Caso um visitante acesse seu site e se frustre com um conteúdo inconsistente com a chamada apresentada, ele sairá do seu site, o que aumentará a taxa de rejeição (percentual de pessoas que visitam seu site e saem sem realizar outras ações nem visitar outras seções). Em médio prazo, isso trará um efeito negativo em termos de visitação, pois o Google entenderá que seu site não é um bom resultado para a busca que foi feita.

 

Por fim, nem sempre é necessário definir o conteúdo da tag meta description. Há algumas situações em que determinada página possui várias informações diferentes, que não podem ser representadas por uma descrição única. Nesses cenários, pode ser interessante não desprender energia com a definição da descrição. Nesse caso, o próprio Google definirá o trecho da página que será exibido na página de resultados de busca.

 

Espero que este post ajude a melhorar os resultados de seu site. Deixe agora seu comentário indicando o que achou dele!