Não foi só com o comércio que a relação dos consumidores mudou com o avanço da tecnologia móvel. Uma pesquisa recente apontou que nos últimos anos a taxa de abertura de e-mails em mobile quase que dobrou, saltando de 29% em 2012 para 55% em 2017. No Brasil, a preferência entre webmail e mobile ainda é um pouco dividida, sendo de 46% e 48%, respectivamente, a predileção.

O estudo foi realizado pela Return Path, empresa especializada em relacionamentos através de e-mails. Rafael Viana, estrategista da organização, revelou que a pesquisa evidenciou o que algumas marcas já vinham percebendo: cada vez mais as pessoas preferem abrir e-mails em seus smartphones.

emails mais acessos mobile

Importância de se relacionar através de e-mails

Para Rafael, a nova realidade exige que as empresas se abram a novas possibilidades de relacionamento, focando suas estratégias em canais de comunicações mais diretos. O relatório também mostrou que em 2012 o mobile era preferido por 14% das pessoas no momento de abrir um e-mail. Já em 2017 o valor subiu para 48%, enquanto que o desktop saiu dos 30% para módicos 7%.

A coleta de dados começou a ocorrer ainda no ano de 2016, em maio, e durou até abril de 2017. Os resultados mostraram o comportamento dos usuários ao redor do mundo, sendo possível analisar os hábitos das pessoas de acordo com o país. De modo geral, a taxa de abertura de e-mails no mobile aumentou 26%, enquanto que webmail e desktop caíram 9% e 18%, respectivamente.

emails mais acessos mobile 01

Métricas de acordo com o país

O Brasil foi o país onde foi percebida a preferência mais baixa pelo desktop (7%), enquanto que na China obteve a maior (23%). Em relação ao mobile, o Brasil também se destacou por ter o menor índice de predileção (48%), enquanto que a Grã-Bretanha apresentou o maior ( 76%). Entre as plataformas mais utilizadas, o iOS obteve grande vantagem em relação ao sistema operacional Android.

A taxa de abertura no IPhone e Ipad somam 79%, contra 20% do Android. Embora essa diferença seja bastante significativa, em 2012 ela era muito maior. Enquano o iOS apresentou queda de 6% nos últimos cinco anos, o sistema Android teve um crescimento de mesmo valor percentual nesse período. Para quem utiliza o e-mail marketing em sua estratégia esses números são bem interessantes. Com essa constatação, as empresas podem utilizar os dados ao planejar as suas campanhas para atingir o público-alvo com mais eficácia.

E você, amigo, tem preferência em abrir e-mails em algum dispositivo?