Você já deve ter ouvido falar no Tinder, um aplicativo voltado para encontros e relacionamentos amorosos que faz muito sucesso entre os jovens. Uma característica desse app é que ao aparecer as imagens dos seus possíveis pretendentes na tela, você as desliza para a esquerda ou para a direita sinalizando interesse ou não na pessoa. O LinkedIn, rede social voltada para negócios, está implementando uma espécie de Tinder em sua rede.

Não se trata de encontros amorosos entre empresários, mas sim de um sistema de aconselhamentos profissionais para pessoas que precisam de mentoria em áreas específicas. O recurso irá ter a mesma característica usada pelo Tinder citada acima. Possíveis mentores e pessoas que estão precisando de aconselhamento irão dar match ou não. Mas como exatamente isso irá funcionar? Vamos te explicar.

linkedin conselhos empresariais

Como funciona na prática

O LinkedIn selecionou vários possíveis mentores que aparecerão numa lista estilo a usada no Tinder para as pessoas que indicarem estar precisando de aconselhamentos profissionais. Esses mentores têm a opção de selecionar quem eles querem orientar, sejam pessoas em sua rede de relacionamento, usuários da mesma região ou antigos colegas de escola. Esse filtro irá funcionar também para os usuários interessados em receber a mentoria.

A novidade iniciou como um teste no mês passado, é gratuita e por enquanto está funcionando apenas para os usuários de São Francisco e da Austrália. No entanto, o objetivo da rede social é no futuro expandir o serviço para o mundo inteiro.

Uma lacuna no mercado

O LinkedIn planeja aproveitar com a novidade o que parece ser ainda uma lacuna no mercado: tornar a orientação profissional algo mais simples e acessível. A rede social espera que profissionais que estão no topo compartilhem seus conhecimentos com jovens que ainda estão iniciando no mercado de trabalho e têm fome de aprendizado para impulsionar as suas carreiras.

A ferramenta destaca que existem serviços de coaching de carreira, mas que são formatos mais formais de orientação. Além de facilitar esse processo, o LinkedIn pretende fazer com que as pessoas passem mais tempo dentro da rede social buscando maneiras de progredir em suas carreiras.

E aí, amigo, o que achou da novidade do LinkedIn? Ansioso para que chegue no nosso país?