Montar uma empresa na sua cidade oferecendo serviços com ponto, preço, produtos e conhecendo bem o seu público, pode ser árduo, mas um caminho de sucesso se você for persistente. Mas imagine vender sua empresa e mão de obra para outro país. Seria fácil? Para isso, você teria as mesmas atitudes que você tomaria no seu território? Talvez não. Por isso, vamos esboçar um planejamento para quem quer atingir consumidores fora da sua fronteira nacional.

divulgar-empresa-mercado-internacional

Case Gretchen

A “The Queen of the bumbum” é um excelente case para este artigo. A Netflix investe no marketing internacional através de memes e celebridades nacionais que o público ama para divulgar suas séries. Para lançar “Glow”, série da casa, eles convidaram Gretchen e Rita Cadillac para uma esquete baseada na temática de luta – livre, tema da produção para o YouTube, tendo um dos melhores resultados em termos de visualização e aprovação, aparecendo em jornais como Folha de São Paulo, Estadão e portais como o Brasil Post e Jovem Nerd.

E que tal divulgar uma música? A cantora Katy Perry, que chegará no Brasil com a turnê “Witness”, convidou Gretchen para o Lyric-Video de “Swish Swish” e o vídeo tá chegando na marca de 30 milhões de visualizações.

Isso prova que um dos detalhes a ser levado a sério é conhecer a cultura do país onde você quer atuar e como seu produto/serviço pode penetrar na rotina e se transformar em necessidade para aquela população. Agora que já relaxamos com “Swish Swish Bish”, vamos esboçar o planejamento de marketing para divulgar a sua empresa no mercado internacional.

Pesquisa

Essa é a maior parte do trabalho, pois será dividida em três partes para você  decidir se o seu produto está de acordo com os hábitos daquele país ou se tudo precisa refeito:

Pesquisa de público-alvo (persona)

Para verificar se seu serviço será aceito, é necessário criar um perfil de persona que poderá aceitá-lo. Direcionamento de idade, sexo, localidade, rotina, lugares que frequenta, quais são suas necessidades, como se informa, com que se relaciona, comportamento, etc. Assim, você terá a definição do seu cliente.

Pesquisa de consumo

Suas prioridades, seu poder de aquisição, seu poder de influência sobre quem pode adquirir, média de gastos, preços estipulados para este produto, nível de interesse e uma média de quanto terá que gastar com seu segmento (principalmente se envolver mensalidades ou planos).

Pesquisa de cultura

Quais celebridades, YouTubers ou Influencers eles consomem, quem ou quais pessoas daquele país podem te ajudar a disseminar sua mensagem. De que forma, com uma pegada humorística, musical ou através de uma referência local da sua área. Se o hábito de consumo de informações é feito através de vídeos, jornais, músicas, qual melhor material e quem pode representar ou mesmo, ser embaixador da sua marca.

Idioma ou idiomas

Tudo bem que pode conter a língua portuguesa, afinal temos brasileiros em outros países, mas é primordial que você insira nas embalagens, no site, e nas página de mídias a língua que aquele país fala. Além de ter uma atenção na forma como eles consomem informação, seja através de gírias, linguagem utilizada na internet, frases de efeito e outros detalhes que sejam de fácil assimilação daquele público. E caso você queira atingir mais de um país, lembre-se de que tudo precisa ser remodelado para aquele território, assim como as suas particularidades.

Relacionamento com consumidor e contato digital

E como seu consumidor pode te encontrar para enviar uma demanda, uma reclamação, sugestão, ou mesmo comprar mais? Todos seus canais (Página no Facebook, blog, site, telefone, e-mail, Skype, etc) precisam ter facilidade na hora de contatar. Além disso, é preciso estar atento às plataformas usuais daquele lugar. No Japão, por exemplo, eles utilizam canais como Mixi e Mobage, esta última mais voltada para jogos. E no país onde você quer se instalar?

Alongando o tema, é bom manter um diálogo com o seu consumidor, seja através de produção de conteúdo digital de acordo com tudo que foi falado nas pesquisas acima e no que você recolheu de dados. Um trabalho de assessoria de comunicação para estar presente em jornais, sites e mídias locais, e-mail marketing para conversão de leads através do encantamento e estratégias de inbound marketing para solucionar dúvidas, atrair clientes e informar seu consumidor.

Atacar a jugular

Agora que você possui todos os quesitos, por onde começar?

  • Primeiro de tudo: Padrão de qualidade. Confira o nível de exigência, até mesmo legais (leis, regras, impostos e taxas) e  se bate com a qualidade do seu produto.
  • Plataformas de mídias (principalmente utilizadas regionalmente), contatos alinhados e sincronizados em termos de informação.
  • Inserção através de e-commerce, e-mail marketing, conteúdo disseminado, patrocinado ou não (os planejamentos podem ajudar nesta parte).
  • Estratégias de marketing, comunicação e assessoria (muito importante para penetração da cultura local).
  • Entrar em contato com possíveis clientes demarcados em pesquisas de mercado e geografia daquele local (aquela empresa, empresário ou cidade precisa deste serviço que estou oferecendo?).
  • Negociações de preços e contratos, atendimento a necessidades, comparações e abate a concorrências locais.
  • E, se possível, seria bom visitar o país para marcar reuniões, conversar com seu consumidor e aumentar a sua marca no local.

Reavaliar tudo 

Nossa cultura muda a todo instante, seja no comportamento, no consumo, inserção de palavras-chave, influenciadores de opinião, rotina, etc. Seu planejamento, assim como a sua persona vão ter que se alterar com o tempo. E é importante que haja uma atualização para que a sua companhia não fique atrasada e obsoleta para aquele público. Globalização é atualização constante para acompanhar as mudanças do mundo e das pessoas da mesma forma como você está mudando agora de público. Então, não deixe este detalhe passar.

Ir além do Brasil

Um caso de investimento no mercado internacional que podemos tomar como exemplo é o do empreendedor Tiago Gouvêa. Ele conversou conosco e falou um pouco sobre as suas metas de alcance do seu negócio, o aplicativo “App Masters”. Tiago quer mirar em países como por exemplo, o Japão, e ampliar a sua marca em outros territórios. “Quero trabalhar para clientes fora do Brasil por alguns motivos, como maior maturidade das empresas, clientes com melhor visão do negócio e mais objetividade no que precisa ser feito, foco na solução, e também, não menos importante, ganhar em dólar”, confessa.

“Mas os objetivos vão além. Não temos um país apenas como objetivo. Irei movimentar minha rede de contatos para chegar aos parceiros estratégicos lá fora. Não vou buscar cliente por cliente, vou lidar com parceiros que irão trazer as demandas para mim. A App Masters desenvolve aplicativos em tempo recorde. Da ideia ao produto pronto em um mês ou menos”, explica Tiago.

Bom, se quiser chegar a atingir outras fronteiras com seu negócio, não deixe de planejar cada detalhe e verificar se é o momento certo agora. Conferido? Então, está na hora de expandir a sua marca pelo mundo.

E aí, amigo, o que achou do artigo? Você tem o objetivo de expandir a sua marca internacionalmente? Comente com a gente.