Sabe aquele quadrinho que virou filme ou um meme que sai da internet e vai parar em comercial de TV? Pois é. Isso é o que chamamos de transmídia: quando um conjunto de mídias é utilizado para transmitir uma mensagem a um determinado público. Apesar do conceito não ser algo novo, essa cultura da convergência ganhou espaço maior com a web e as redes sociais.

 

Algumas empresas também vêm adotando a transmídia como estratégia de marketing para o lançamento de produtos. O objetivo é atrair o público pelo o que interessa e é diferente, bem como construir uma relação mais efetiva entre o consumidor e a novidade apresentada. Conheça a seguir algumas cases de transmídias bem legais.

 

 

FoPo

 

Banana-na

 

A startup sueca FoPo lançou apouco tempo um produto inovador. Transformou frutas prestes a estragar em um pó nutricional que pode ser misturado com água ou adicionando a outros alimentos. A ideia é evitar o desperdício e ajudar no combate a fome em países onde a desnutrição ainda é uma realidade.

 

Sem dúvida, o produto em questão traz os valores sociais e de sustentabilidades bem arraigados. Mas talvez você deva estar se perguntando onde está a transmídia neste caso. Olhando para a imagem acima é possível ver algo que soa um pouco familiar.

 

Bana-na talvez lembre… Minions? Bingo! A FoPo utilizou a linguagem dos fofos personagens amarelos nas embalagens dos produtos bem propositalmente. Talvez para trazer mais simpatia e alegria a uma causa não tão abraçada pelas pessoas.

 

 

Duff

 

Quem é fã de Os Simpsons, sabe que a bebida preferida do Homer é a cerveja Duff. Foi então que a empresa catarinense SaintBier teve a ideia de trazê-la para o mundo real dos brasileiros, mais um caso de transmídia.

 

A cerveja surgiu no desenho, porém a associação fica apenas no nome segundo a sua fabricante. Por outro lado, podemos afirmar que a marca é descontraída e tenta passar a ideia de joviabilidade, bem a cara do divertido Homer Simpson.

 

 

Heróis na cinema

 

Dos quadrinhos para a grande tela e, mais recentemente, para a internet. A Marvel se especializou nos últimos anos em contar histórias através de diferentes mídias e podemos dizer que sua estratégia de transmídia deu muito certo.

 

Filmes do Homem-Aranha, X-Men, Homem de Ferro, Quarteto Fantástico e Os Vingadores são sucesso de bilheteria e agrada não só aos fãs de quadrinhos. E mais recentemente, aderiu ao serviço de TV na web com O Demolidor. A série sobre um advogado cego que atua como vigilante à noite estreou em abril deste ano na Netflix.

 

Como podemos observar nesses três cases, o experimento da transmídia veio pra ficar e ainda deve ser bastante explorado pelas marcas. Até porque esse “diálogo”, em diferentes meios, faz com que os produtos estejam mais presentes na vida das pessoas. E você conhece outro case legal de transmídia? Compartilhe aqui nos comentários com a gente.