O Facebook Paper é uma criação do próprio Facebook e permite que você navegue pelas atualizações de status da galera e também acesse a categorias de notícias através de uma interface mais visualmente “amigável” do que já estamos acostumados utilizando o app convencional do Face.

 

Ainda não se sabe o porquê, mas, por enquanto, só pega em iPhone, ou seja, usuários de iPad e iPod Touch (e demais sistemas operacionais) vão ter que esperar pra ver se são lançadas outras versões. Também não é qualquer usuário de iPhone que pode baixar o Paper: apenas aqueles que tenham uma Apple ID da App Store norte-americana têm acesso.

 

 

O-Dig-testou-O-que-achamos-do-Facebook-Paper

 

 

No Facebook Paper o conteúdo é organizado por categorias e essa característica faz dele um produto mais robusto e distinto cujo propósito é complementar, não substituir de uma vez por todas o app do Facebook. Mas ai fica a dúvida: vale a pena ter 2 apps da mesma rede social que entregam o mesmo conteúdo sendo que de maneira diferentes?

 

PERSONALIZANDO SEU PAPER

 

Quando você inicia o aplicativo pela primeira vez, um tutorial de áudio e vídeo ensina o usuário a adicionar conteúdo ao seu “Paper” (esse é, à propósito, o termo utilizado como título do app. Desconsiderando a tradução livre para o português, percebe-se que a tradução mais adequada para definir o Paper seria “Jornal” mesmo).

 

A partir daí, você já pode utilizar o aplicativo tanto para navegar pelas atualizações e perfis dos seus contatos e páginas curtidos, como para ler notícias e artigos sobre os assuntos de seu interesse escolhidos logo na primeira inicialização do app. Contando com o feed de notícias do seu Facebook, apenas 10 categorias podem ser adicionadas.

 

O-Dig-testou-O-que-achamos-do-Facebook-Paper (1)O-Dig-testou-O-que-achamos-do-Facebook-PaperO-Dig-testou-O-que-achamos-do-Facebook-Paper (7)

 

Alguns exemplos de categorias são: Headlines  (Manchetes Principais), Tech  (Tecnologia), Pop Life  (Vida Pop), Scores  (Notícias Esportivas), entre outras.  A navegação é parecida com a do Flipboard, conhece? No Paper, deslizando a tela com o dedo para a esquerda ou direita, você muda de categoria. Ao tocar numa foto, notícia ou link, você terá acesso a esse conteúdo. Deslizando a tela pra baixo com o dedo, você fecha o conteúdo e continua navegando. Mesmo que você não tenha certeza sobre quais categorias adicionar na primeira vez, não tem problema, você pode remover e adicionar outras categorias a qualquer momento.

 

CONFIGURANDO O PAPER

 

Enquanto você estiver visualizando a tela principal do Facebook Paper, é possível acessar as configurações do app se você deslizar a tela pra baixo com o dedo. Esse menu de opções permite pesquisar no Facebook, acessar seu perfil – consequentemente permite criar um novo post – e editar as configurações de acesso e visualização do app (editar as categorias, por exemplo). Os ícones de Solicitações de Amizade, Mensagens e Notificações também estão presentes no Paper – eles ficam no cantinho superior direito da tela principal.

 

O-Dig-testou-O-que-achamos-do-Facebook-Paper (4)O-Dig-testou-O-que-achamos-do-Facebook-Paper (5)

UTILIZANDO O PAPER

 

A tela do Paper é dividida entre a categoria na qual você está navegando no momento (ela fica no topo bem grande) e os posts relacionados logo abaixo – subdivididos e dispostos lado a lado. Quando você estiver visualizando um simples status de algum amigo seu (sem link nem imagem), as opções de Curtir, Comentar e Compartilhar são disponibilizadas. No caso de uma notícia, por exemplo, você visualiza a manchete e um resumo sobre o que ela se trata. Para visualizar todo o artigo, basta deslizar a tela para cima com o dedo.

 

Uma característica inédita e muito bacana no Paper está relacionada à visualização de fotos em formato de “tela cheia”. Se a imagem estiver acrescida de zoom, é possível visualizar as demais áreas da foto inclinando o iPhone em qualquer direção (pra frente, pra trás, pra direita ou pra esquerda), sem precisar mover a imagem com o dedo. Essa opção é configurável, ou seja, dá para desabilitá-la. Outra coisa que observamos é que, até agora, não aparecem anúncios de nenhum tipo no Facebook Paper.

 

O-Dig-testou-O-que-achamos-do-Facebook-Paper (6)O-Dig-testou-O-que-achamos-do-Facebook-Paper (3)

 

Quando você estiver visualizando o mural de algum amigo, por exemplo, achamos legal o fato de que ao deslizar para a esquerda a parte superior da tela, é possível navegar numa escala de anos. Cada vez que a gente desliza essa parte da tela, passa um ano inteiro.

 

Uma pequena diferença entre o Paper e o app já conhecido do Facebook é que no aplicativo novato, não existe a opção “atualizar”. Os conteúdos vão sendo atualizados automaticamente. Entendemos que para alguns pode ser chato, mas, na verdade, é basicamente uma questão de costume, já que todos temos o hábito de deslizar a tela para baixo afim de dar um refresh.

 

O QUE O DIG NÃO CURTIU SOBRE O PAPER

 

Ficamos todos muito animados com essa história de categorias, mas infelizmente não dá para criar categorias nem decidir quais fontes fornecerão conteúdo para cada uma delas. Nesse quesito ai, é o tio Mark Zuckerberg quem escolhe por você. Também não é possível editar listas de amigos, eventos, ou grupos, apenas acessá-los. Pouco se pode manipular acerca das mensagens: ler e enviar somente. Arquivar, deletar e configurar o chat, não dá. Ao criar uma nova postagem, o Paper não deixa o usuário escolher a audiência (Público, Amigos, Personalizado, etc) e isso nos desencorajou bastante em usá-lo para atualizar status.

 

MORAL DA HISTÓRIA

 

Vale a pena baixar o Facebook Paper? Se você tem um iPhone e espaço suficiente nele, sim, nós achamos que vale a pena. Primeiro que é de graça, segundo que se o Facebook decidiu apostar nesse modelo de interface, é possível que outras redes sociais façam o mesmo e é legal fazer parte da turma dos “experimentadores pioneiros”. Eu, particularmente, mantenho ambos apps no meu celular, já que algumas funcionalidades estão presentes apenas no aplicativo convencional, mas confesso que tenho usado mais o Paper propositalmente como uma forma de conhecer melhor essa nova interface proposta.

 

Alguém aí anda usando o Facebook Paper também? O que você achou? Conta pra gente.

 

Imagem: http://techcrunch.com