É provável que você tenha visto semana passada o caso da Coca-Cola infestar nossas redes sociais (Não? Calma, eu te ajudo explicando aqui). Pois bem, a empresa se manifestou à repercussão publicando um Comunicado Oficial. Mas pelo visto o caso realmente golpeou a Coca-Cola, pois a mesma achou necessário criar um vídeo institucional – bem ao estilo da empresa – enfatizando o processo de produção do refrigerante e, bem dizer, insistindo que você vá conhecer as instalações.

 

Sinceramente, isso é a essência provada sobre o poder das redes sociais. A capacidade de replicação é violenta, difícil de controlar. Se quando algo é bom nós compartilhamos, quando é uma notícia dessas, com alguém de “referência”, aí é que replicamos mesmo. Não tem como evitar. Os consumidores aprenderam a falar, querem ser ouvido, seu comportamento evoluiu e deixaram de ser consumidores-lagartixa – aqueles que sempre balançam a cabeça concordando com tudo – para serem opinativos. As redes sociais deu pulsação suas vozes.

 
Porém, essas redes são afiadas dos dois lados; Tanto podem trazer a verdade como espalhar boatos. Não foi a toa que a toda poderosa Coca-Cola resolveu criar um vídeo com o nome “Conheça a verdade sobre a Coca-Cola”. Nele está clara a necessidade de exibir a transparência na fabricação do produto, seu controle de qualidade rigoroso, como também o incisivo convite a conhecer as instalações. E se uma empresa do quilate dela resolve publicar um vídeo nesse teor… É provável que tenha levado uma leve cotovelada à John Jones no ponto vital chamado: Vendas.

 
Confira abaixo como foi o vídeo: